O rapper Kanye West: um arquiteto promissor?

O rapper Kanye West: arquiteto promissor?

O rapper Kanye West: música fora do centro de sua produção criativa

O rapper Kanye West conseguiu um feito raro: colocar a arquitetura no centro das conversas do universo pop.  Em entrevista à rádio BBC1, ele queixou-se de não ser levado a sério como designer e disse que gostaria de partir para a produção arquitetônica. West afirma que só chegou onde chegou porque antes dele veio Michael Jackson, mas que agora sente que alcançou o teto de onde poderia chegar com sua criatividade, coisa que, na opinião dele, Jackson não chegou a fazer. “O garoto do Show de Truman bateu na parede”, diz ele, referindo-se ao filme de 1998 estrelado por Jim Carrey. Essa sensação o fez querer voltar-se à criação de produtos, quaisquer que sejam, de garrafas d´água a projetos arquitetônicos ou mesmo uniformes para times de basquete.

A fala sobre design e arquitetura começa a partir de oito minutos e há ainda outras três partes

As afirmações de West geraram dois tipos de reação: de um lado, houve quem debochasse e fizesse pouco caso da atração do rapper pelo design; de outro, apareceu gente comemorando o início de uma conversa sobre arquitetura capaz de envolver profissionais e leigos, aumentando o interesse geral pelo assunto. Houve ainda uma corrente celebrando o fato de Kayne West personificar a rara combinação de duas variáveis: ser negro e querer atuar como arquiteto. O jamaicano Sekou Cooke escreveu sobre isso em artigo publicado ontem pelo ArchDaily. Segundo ele, nos EUA, arquitetos negros não chegam a 2.000.

A entrevista para a BBC, feita por Zane Lowe, tinha como mote inicial o novo álbum de Kayne West, chamado Yeezus. Em vez de restringir-se a isso, ele contou que costuma sair com arquitetos e trabalha com até cinco profissionais ao mesmo tempo. Disse que o tempo em que viveu em apartamentos ruins não pode mais ser recuperado, mas o aprendizado que conquistou concentrando-se no tema é precioso.

Desde 2009, quando lançou a linha de tênis Air Yeezy para a Nike, West pode ser considerado fashion designer. Ele diz que um único par chega a ser encontrado por 9.000 dólares no eBay, mas que mesmo assim a Nike decidiu encerrar a parceria, o que para ele foi muito frustrante e difícil de engolir. Na época, ele também lançou uma linha de roupas femininas, a DW, que contou até com desfile na Semana de Moda de Paris. Keyne West afirma que 80% de seu tempo é gasto com moda e apenas 20% com música. “O que as pessoas precisam entender é que eu faço música, mas minha criatividade não precisa restringir-se a isso”, diz.

Para colocar mais lenha na fogueira, ele lançou no ano passado sua própria empresa de design e arquitetura, batizada Donda, uma homenagem à sua mãe. No currículo, o rapper conta até com parceria com o escritório OMA, de Rem Koolhaas, quando criaram uma pirâmide para o Festival de Cannes 2012 onde foi exibido o primeiro filme de West, o curta Cruel Summer.

Há outros bons textos sobre o assunto aqui e aqui. E aqui dá para conhecer o projeto do apartamento do rapper, de autoria de Claudio Silvestrin.

0 Comments

You can be the first one to leave a comment.

Leave a Comment


Trackbacks